Apavorada e debilitada. Assim estava a Chiquinha quando nós a conhecemos. E não era à toa. Depois de anos dividindo um quarto minúsculo com outros 17 cachorros, sem acesso à luz solar e em meio a fezes e urina, ela finalmente havia sido resgatada.
Desde então, ela reaprendeu a ser feliz, fazendo amigos caninos e humanos e passando a adorar um bom carinho.
Muitas coisas fazem da Chiquinha uma cadela única. Mas foi do seu maior charme - suas pernas curtas - que veio o nome da sua raríssima raça.
Depois de tantas conquistas e superações, só faltava um sonho para a Chiquinha realizar: o de pertencer a uma família. E não é que ela conseguiu? Agora, essa raríssima Short Legs Curitibana vive feliz com a sua família em São Paulo.